quarta-feira, 10 de junho de 2015

Minha viagem para Buenos Aires, Argentina


Eu fiz esse post porque pode ajudar muito quem está indo passear em Buenos Aires, ou pra quem pensa em ir um dia, ou apenas pra quem tem curiosidade em saber como é. Antes de ir, procurei blogs pra colher informações e alguns foram bem uteis, outros, nem tanto e outros muito exagerados. Então aqui vocês vão acompanhar a minha visão da cidade e algumas experiencias.

Avião
Foi minha primeira viagem internacional e meu maior medo era o avião rs A maioria das pessoas que eu comentava sobre meu medo, falava comigo "É tranquilo. Não se preocupe. Eu amo viajar de avião".

Hmmm, não achei tranquilo, minha mão suou frio, meu rosto anestesiou e achei que eu fosse ter um treco; a sensação que eu tinha era que tava em algum brinquedo, como roda gigante, que os pés não tocam o chão, foi horrível. Definitivamente não curti viajar de avião! Na volta foi mais tranquilo, mas horrível do mesmo jeito. Espero ansiosamente pela invenção do teletransporte. rs

A Cidade
Buenos Aires me encantou e eu moraria fácil lá. Tem cultura por toda parte, comida de qualidade com preço bom, lojas com muito bom gosto, pessoas educadas, não tem lixo na rua, muito raro ver mendigos nem cachorros de rua, clima agradável... entre muitas outras coisas que só presenciando pra saber.

Os depoimentos que li na internet e ouvi alguns conhecidos falarem, não condiz com o que presenciei lá. Percebi que o "povo brasileiro" fala demais, reclama demais. Muitas pessoas disseram que os argentinos eram grosseiros e arrogantes. Já cheguei lá "preparada" psicologicamente pra aguentar a falta de educação. Alarme falso! Nos trataram muito bem, com educação, super hospitaleiros. Quando ficávamos na duvida em qual rua entrar e pedíamos informação, explicavam direitinho pra gente e juro, quase iam junto pra não ter erro, rs. Um ou outro que ficava um pouco irritado quando não entendiamos o que estavam falando, mas nada relevante. Acredito que não fazem por mal e sim pelo jeito deles.

Um exemplo disso foi quando fomos ao Casino, e na volta pegamos um táxi. Quando entramos ele nos perguntou se tínhamos "cambio", como lá todo lugar que passamos tem alguém gritando "Cambio. Cambio" oferecendo pra trocar dinheiro, a gente achou que ele perguntou nesse sentido. Então respondemos que nos ja tínhamos. Na hora de pagar, ele se irritou um pouco e disse "Não tenho, por isso perguntei se vocês tinham cambio", ou seja, ele perguntou se a gente tinha "dinheiro trocado", porque ele não tinha troco kkk Mas aí o meu namorado foi à um comercio próximo, trocou e o taxista voltou a ser simpático e agradeceu. Então acredito que seja mesmo o jeito deles.

Por falar em câmbio, toda parte tem alguém gritando "Câmbio, dólar. Câmbio real" eu achei que ia até sonhar com isso rs Nós tínhamos um contato de uma pessoa que trocava por um valor melhor e ia até o hotel, então não precisamos trocar na rua. Por falar em trocar, não recomendo trocar em aeroporto porque sai mais alto. Procure um lugar confiável e que compense (cuidado pra não receber notas falsas).

É comum ver "babás" de cachorros também, a explicação que uma argentina nos deu, é que os apartamentos são pequenos e os donos dos bichinhos pagam uma pessoa pra fazerem passeios e brincarem nos jardins com eles. São uns 10 cachorros por cuidador e ficam todos juntos numa boa. Costumam ganhar 200 pesos por cabeça. (Acho que vou pra lá me render a essa profissão hehe). Em algumas ruas sentimos odores de cocô, além do normal rs mas também nada relevante.

A arquitetura da cidade é maravilhosa. Eu fiquei igual criança olhando pra parque de diversões; deslumbrada. Pra quem mora em cidade grande como São Paulo, etc, não deve sentir o mesma emoção, talvez seja mais "comum", mas pra mim que sou da "roça" fiquei encantada. Prédios altos com estruturas e designs antigos. Minha vontade era não parar de tirar fotos dos prédios rs. Também tem muitos hotéis e as recepções são lindas, de muito bom gosto.

Por falar em bom gosto, meu Deus, os salões de beleza são lindos demais, eu queria todos pra mim. Os valores também são muito atrativos. Só não marquei um horário pra experiencia por falta de tempo. Lavar o cabelo é um serviço a parte nos salões da Argentina; é cobrado separadamente, ou seja, se você for cortar, tem que pagar a lavagem rs

Seguindo a linha, o que observei é que as mulheres usam o cabelo de qualquer jeito, como se tivessem acordado e saído com os fios embolados e amarrados. Eu como cabeleireira fiquei com um certo nervoso, mas confesso que até assim elas ficam charmosas. Também é comum os sapatos plataformas e quando cheguei achei bizarro, depois acostumei e comecei achar bonito nelas. Os homens, na maioria das vezes, andam muito bem vestidos e elegantes. Os argentinos em geral tem muito bom gosto, percebe-se pelas vitrines das lojas, super bem preparadas.

Foram 5 dias e achei suficientes pra conhecer muita coisa (7 dias seria ideal; mais que isso acho que não tem necessidade, a não ser que você não "se importe" em gastar mais grana lá rs ou que seja pra morar <3

O Hotel
Ficamos no Hotel Embajador, na avenida 9 de julio, considerada a avenida mais larga do mundo. Quando pesquisei na net sobre o hotel e opinião das pessoas que já se hospedaram lá, achei que fosse uma enrascada ir pra esse hotel, mas fomos na fé. Percebi novamente que as pessoas falam demais e são exageradas, ou eu que não tenho tanta frescura desnecessária. Falaram que o hotel era MUITO antigo, barulhento por ser de frente pra avenida, tinha carpete e pra alérgicos seria a morte, falaram que o café da manhã tinha pouca opção, entre outros exageros...

Fiquei surpresa e super satisfeita por não ter sido nada disso. Começando pela recepção, os funcionários foram muito educados e simpáticos com a gente do primeiro ao ultimo dia. Explicavam direitinho todas as dúvidas que a gente tinha a respeito de rotas turísticas. O quarto que ficamos é antigo sim e tem carpete, mas não afetou nada minhas alergias (e olha que sou extremamente alérgica). Sobre ser barulhento, não achei mesmo! A janela tem um acústico legal e abafa o barulho da avenida.  O serviço de quarto é excelente, sempre que a gente saía pra passear, na volta o quarto já estava impecável. O café da manhã é simples como disseram, porem saboroso e muito bom. Unica coisa que senti falta no café da manhã, foi algum alimento de sal, a maioria dos itens eram doces. Mas gostei muito e a moça da cozinha sempre simpática com seu "bueno dia" rs.

Fica perto de muitos lugares e fomos a pé até à recoleta e de táxi até San Telmo ficou baratinho, poucos quarteirões. Enfim, pra quem não é metido a besta, é um ótimo hotel, recomendo.

Pontos turísticos
Antes de ir, fomos a uma agencia de viagem e compramos as passagens + translado + hotel + city tour. No segundo dia, fizemos o city tour, um passeio rápido na parte da manhã, em alguns pontos turísticos: passamos por museus, Cemitério da Recoleta, Casa Rosada, estádio La Bombonera, Caminito (ficamos em torno de 30 minutos, tem uma feirinha lá), San Telmo e Puerto Madero.

Cemitério da Recoleta
O cemitério da recoleta eu fiquei muito impressionada. Não é um cemitério comum... É gigante, da pra se perder, parece um labirinto. Foi o lugar que mais gostei de visitar, por incrível que pareça. Não tenho problemas com cemitério, então foi muito legal. Quem tiver  agonia, acredito que não seja atrativo. Minha vontade era tirar foto de cada túmulo, porque nunca vi nada igual. São altos e com estátuas sinistras. Bom, eu gosto! (fotógrafos fariam uma festa, porque da uns clicks muiiito bons lá).

Feira de San Telmo
O segundo lugar que mais gostei foi a feira de San Telmo. Eu ficaria horas e horas lá (principalmente se eu tivesse grana pra gastar; não que seja caro, mas tem muita, muita, muiiita, coisa legal). Tem muito artesanato e também tem uma parte só com antiguidades, a gente encontra de tudo!!! Muito artista de rua, musica.. é uma feira de pura cultura. Se pintar fome, tem muitos estabelecimentos com lanches, caffes, etc.

Casino em Puerto Madero

Fomos ao Casino e achei uma coisa surreal. Fazem revista antes da gente entrar e tudo mais. Me senti em um jogo mesmo, porque é muito grande e também da pra se perder. O clima é luxuoso, com muita luz e barulho de jogos eletrônicos. Valeu pela visita mesmo, ver de perto como é um Casino, mas sou suspeita porque não gosto de jogos assim.

Zoológico de Lujan

Eu sonhava em ir à esse zoo, mas sempre escutava coisas ruins sobre ele. A fama que ele tem é de maltratar os animais, dopando, pra que as pessoas possam ter contato com eles, sem muito risco, mas nada CONCRETO, apenas especulações. Antes de ir pesquisei e vi os dois lados. Normalmente, a maioria dos que dizem que são dopados, apenas imagina, mas na verdade nunca foram. Eu resolvi conferir de perto ao invés de ficar imaginando. Não vou dizer com 100% certeza, por que quem sou eu né?? Não fiz exame nos bichanos pra saber. Ouvi opiniões de biólogos e veterinários que disseram ser IMPOSSÍVEL que esses animais sejam dopados todos os dias, o dia inteiro e ainda tivessem a aparência saudável e o pelo em bom aspecto como têm. Nunca conseguiram provar nada contra o zoológico, tanto que ele está ativo há 20 anos!

Visualmente, não existe nada de dopados nos animais, nada MESMO. Eles são até muito espertos pro meu gosto. O leão, antes de entrarmos na jaula, ele estava andando, eu e meu namorado até resolvemos ver outras jaulas por medo. Um bom tempo depois voltamos e ele ainda estava acordado, mas queria ir dormir. Então o domador chamou ele pra deitar nessa mesa grandona e nós entramos pra registrar a foto. Teve um momento que ele levantou a cabeça rápido e o rabo, eu desci do banco porque levei um susto rs mas ele voltou a deitar.

Não sou dona da verdade, estou expondo a minha opinião, de quem esteve lá e pode falar com um pouco mais de propriedade. Diferente do que lemos em blogs de pseudo protetores de animais (e as pessoas têm que ter um pouco de cuidado ao sair acreditando em tudo que leem na internet) fomos SUPER bem tratados por todos os funcionários do zoo, não presenciei nenhum ato de frieza dos tratadores com os animais, MUITO PELO CONTRÁRIO, eles brincavam com os leões como se fossem gatinhos, tinham o maior cuidado com os elefantes, brincavam da mesma forma que vejo pessoas brincarem com seus animais de estimação e não parecia teatro, pois os animais retribuíam.

Os animais seguem uma ordem de visitação, não é nada bagunçado como li, existe um sistema rotativo entre os animais e as jaulas. Sobre serem dopados: São animais selvagens, isso é óbvio. O que nos contam é que há um árduo trabalho de domesticação (chamam de amaciamento) e treinamento, desde que os animais são filhotes, com palavras de ordem e assimilações. Dizem ser uma assimilação que o animal faz sabendo que naquele momento ele deve ficar como o tratador mandar. Os animais também são criados com vários cachorros dentro da jaula e nós presenciamos cenas incríveis de brincadeira entre eles.

Estávamos na fila da jaula do leão filhote quando vimos vários leõezinhos brincando (o que também deixa claro que não estavam dopados). Nunca imaginei ver um cachorro dar uma ordem em um leão, e ao que parece isso também faz parte do treinamento que eles fazem com os animais e ensinam a ter essa aceitação.

Não vi nenhum animal caindo em pé ou andando como se estivesse “embriagado”, ou estavam andando e comendo ou dormindo, coisa que se vê em qualquer zoológico.

Então, para finalizar deixo a minha opinião: a experiência é incrível e única. Em relação a maus tratos e afins, acredito que muito do que se fala é boato, até porque tudo que li foi “as pessoas acreditam que eles sejam dopados”, cadê alguém que prove? Ninguém faz nada, só especula? Posso dizer que saí com minha consciência tranquila de lá! Espero mesmo que não tenha nada de errado e que se houver, alguém prove de uma vez por todas!

Restaurantes
Um dia fomos jantar no restaurante Sabores da Patagonia, a comida é maravilhosa e o lugar é muito aconchegante (pena não ter tirado foto desse).

Siga La Vaca

Siga La Vaca, esse compensa pra quem come bem rs Funciona assim: você paga um valor fixo (não recordo exatamente, acho que 220 pesos) e come a vontade (nosso famoso "self service"). É assim: entrada (varias opções de frios), varios tipos de carnes na grelha (costela, fraldinha, maminha, porco, linguiça, morcela, etc.) quem quiser experimentar o famoso Bife de Chorizo (Bife de Contra filé) deverá levar em consideração que pode demorar entre 20 e 30 minutos dependendo do seu gosto. Mal passado se diz “jugoso”, ao ponto é “a punto” e quem quiser bem passado deverá pedi-lo “bien cocido”. Pode servir quantas vezes quiser (ou aguentar rs). Além do buffet, inclui também uma bebida e uma sobremesa (para cada) tem um cardápio com 6 opções (mousse de chocolate, petit gateau, entre outros). Uma curiosidade é que o refrigerante ou a cerveja vem servido numa jarra de aproximadamente um litro; já quem quiser optar pelo vinho, vem a garrafa inteira.

Dean & Dennys

Gostei dessa hamburgueria, Dean & Dennys. fica ao lado do cemitério da Recoleta. Parece que é o point dos adolescentes, em torno das 20h começa a bombar, da até fila. Como chegamos cedo, sem saber, garantimos nosso lugar. A cerveja em vários lugares da cidade, é servida nessas jarras. Mas a gente toma em copo normal, a foto foi só pra fazer uma graça rs.

Considerações finais
Eu amei essa viagem, foi além das minhas expectativas, e sem duvidas fiquei com gostinho de quero mais. Pretendo voltar assim que possível. Recomendo que façam esse passeio também, não vão se arrepender.


Não sei se tivemos sorte, mas nesse período que ficamos lá, não estava frio como imaginei. Levei muito agasalho quentinho e alguns momentos senti muito calor. Percebi que o clima é um pouco doido lá rs, durante o dia é calor, ate umas 20h é um pouquinho frio e a noite mesmo começa a apertar.

A comida de lá é tão boa, desde um pastelzinho de carne (o tempero eu amei!) até uma carne suculenta. Não vi arroz nem feijão; eles comem muita carne, batatas fritas, saladas, legumes verduras. Esse ultimo prato da foto acima, foi um ravioli e dentro havia espinafre e ricota. Fiquei com muito receio de pedir, porque não sou dessas pessoas saudáveis que comem verde e etc, mas delirei nesse prato (gostei tanto que comi dois dias seguidos rs).

Então é isso, termino esse post sabendo que tudo que relatei ainda é pouco, até porque ficaria um depoimento giga e ninguém teria paciência pra ler hehe Mas o resto fica por conta de quem for um dia.

Siga o Eu uso e adoro nas redes sociais
 Instagram  Facebook  Meus Trabalhos • Google+ 

14 comentários :

  1. Nossa que tudo! Foi linda sua viagem Bruna, deu ate vontade de ir rs
    Quem sabe um dia né. Seu cabelo esta lindo!!!!! Bjins

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem me fale, eu ja tô louca pra voltar rs
      Obrigada Juliane!! :D

      Excluir
  2. adorei o post, agora fiquei com vontade de ir kkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou do post Silvania, fico muito feliz :)
      Obrigada pela visita!

      Excluir
  3. Nossa, quanta foto linda! Só de pensar que a Argentina fica aqui do ladinho e a gente sempre sonhando em visitar países que ficam do outro lado do oceano sem saber que aqui pertinho também existe lugares maravilhosos! Adorei o post, o blog e já estou curtindo a fanpage :D beijos ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Julia, existem muitos passeios legais por perto, e o melhor de tudo, não precisa de passaporte hehe
      Que bom que gostou do post, fico feliz! Obrigada pela visita :))
      Beijo!!

      Excluir
  4. Bruna, to louca pra ir ano que vem! Você comprou aqui em Viçosa mesmo? Se foi me passa o nome da agência? Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai mesmo!! Vc vai adorar :D
      Eu fui pela Easy Turismo, ali na rua da Caixa Economica, sabe?

      Excluir
    2. Vou lá dar uma olhadinha! Obrigada :D

      Excluir
  5. Bruna tudo bem quando vc viaja para Argentina como vc faz para provar que vc foi lá tem algum termo ou papel comprovando sei que precisa só dá identidade . Ex na América tem o visto comprovando que eu estive lá e na Argentina como provo?

    ResponderExcluir
  6. Bruna tudo bem quando vc viaja para Argentina como vc faz para provar que vc foi lá tem algum termo ou papel comprovando sei que precisa só dá identidade . Ex na América tem o visto comprovando que eu estive lá e na Argentina como provo?

    ResponderExcluir
  7. Bruna tudo bem quando vc viaja para Argentina como vc faz para provar que vc foi lá tem algum termo ou papel comprovando sei que precisa só dá identidade . Ex na América tem o visto comprovando que eu estive lá e na Argentina como provo?

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...